Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PORTAL DO AUTOMÓVEL




Terça-feira, 21.12.10

Volvo V70 D3 2.0D (MY2011)



Raça, carácter, prestígio


É um prazer quase raro e um privilégio poder conduzir carros assim. Automóveis que, independentemente da sua forma e do fim a que prioritariamente se destinam, transportam em si um historial de qualidade, segurança e capacidade dinâmica. E que por tudo isto que acabou de se afirmar adquiriram (e fornecem) um estatuto que, esperemos, o futuro não venha a colocar em causa.

O Volvo V70 — o V significa carrinha e provém de "Van" — é um carro nobre. De facto as suas linhas não parecem estilisticamente muito arrojadas ou com contornos demasiado elaborados, mas é essa simplicidade vincada do traço que lhe confere raça. Carácter. E, definitivamente, que ajuda a impor o prestigio de que goza.

O interior acollhedor patenteia isso de uma forma ainda mais evidente. O design do painel de bordo é sóbrio, talvez até em demasia, mas quer a legibilidade como a funcionalidade não merecem reparos. A posição de condução, a facilidade de acesso e os quase 5 metros que tem de comprimento, garantem-lhe uma habitabilidade excepcional: há espaço em largura suficiente para que 3 adultos se alojem no banco traseiro e ninguém o regueatará também para colocar as pernas. Realce ainda para a mala, 575 litros de capacidade, principalmente pela qualidade dos apoios, revestimentos e compartimentos que permitem variar a sua configuração e acondicionar qualquer objecto com total segurança.
Carece, infelizmente, de pneu de reserva substituido por kit anti-furo.


Segurança máxima

Garantir a segurança máxima dos passageiros sempre foi um dos lemas mais importantes da Volvo. Este modelo dispõe por isso de airbags de grandes dimensões, assentos laterais traseiros que se elevam para acondicionar melhor os mais jovens e uma panóplia de ajudas à condução, como a detecção de objectos no ângulo morto dos retrovisores, aviso à transposição de traços contínuos e até um sistema que bloqueia algumas funcionalidades não vitais à condução, mas que, em andamento, podem afectar a concentração do condutor.
Mas o que justifica trazer agora para este espaço um carro lançado em 2007, porém actualizado este ano e por isso preparado para uma nova vida no mercado, é a disponibilidade deste novo e magnífico penta-cilíndrico diesel de 2,0 litros com 20 válvulas, concebido a partir do bloco 2.4D igualmente presente na gama. Muito menos anémico do que o seu antecessor e mais razoável do que o 1.6 D Drive, num carro que, vazio, pesa 1700 kg, (e quase 15 mil euros mais competitivo do que a versão que se lhe segue), a V70 D3 tem como caracteristicas uma potência generosa de 163 cv e, mais expressivo e importante do que isso, um binário de 400 Nm às... 1400 rpm!
Há ainda que referir que este motor consegue ser mais económico em estrada do que o seu antecessor — e esta é claramente uma versão com "pedigree" de estradista —, com reflexo positivo sobre as emissões de CO2. Ocorreu ainda uma melhoria das prestações.


Prazer supremo

Como é fácil de calcular por estes valores, esta versão é tudo menos monótona de conduzir. Ou se calhar não; é tão eficaz que até aborrece! Com uma caixa de seis velocidades brilhantemente escalonada, uma direcção precisa e correctamente assistida, o seu comportamento em estrada melhora bastante com a lotação completa. Isto porque o comprimento e a distribuição de pesos não favorece a traseira que, com carga, ganha mais apoio e tracção. No entanto, quer em curva quer até mesmo em manobra, facilmente o condutor se esquecerá das suas avantajadas proporções. É que aliado ao grande poder de manobra, a ampla superfície vidrada lateral e traseira, conferem à V70 uma excelente visibilidade em todas as direcções.
Com preços a partir de 46 mil euros, o consumo combinado de 5,5 garante, segundo o fabricante, uma autonomia superior a 1200 km. No entanto, a média do ensaio ficou ligeiramente acima dos 7 litros.

PREÇO, desde 46 000 euros (*) MOTOR, 1984 cc, 163 cv às 4000 rpm, 400 Nm das 1400 às 2850 rpm PRESTAÇÕES, 210 km/h, 9,9 seg. (0/100 km/h) CONSUMOS, 7,2/4,6/5,5 l (cidade/estrada/misto) EMISSÕES CO2, 144 g/km

(*) Acrescem despesas. Motor 1.6DRIVe com 115 cv, a partir dos 38000 euros

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar neste site

Pesquisar no Blog  

Procura carro novo, usado ou acessórios?



"Portal do Automóvel" é um meio de comunicação dirigido ao grande público, que tem como actividade principal a realização de ensaios a veículos de diferentes marcas e a divulgação de notícias sobre novos modelos ou versões. Continuamente actualizado e sem rigidez periódica, aborda temática relacionada com o automóvel ou com as novas tecnologias, numa linguagem simples, informativa e incutida de espírito de rigor e isenção.
"Portal do Automóvel" é fonte noticiosa para variadas publicações em papel ou em formato digital. Contudo, a utilização, total ou parcial, dos textos e das imagens que aqui se encontram está condicionada a autorização escrita e todos os direitos do seu uso estão reservados ao editor de "Cockpit Automóvel, conteúdos auto". A formalização do pedido de cedência de conteúdo deve ser efectuado através do email cockpit@cockpitautomovel.com ou através do formulário existente na página de contactos. Salvo casos devidamente autorizados, é sempre obrigatória a indicação da autoria e fonte das notícias com a assinatura "Rogério Lopes/cockpitautomovel.com". (VER +)